Categoria: Artes & contextos

14 de outubro, 2022 0

O ELIXIR DE AMOR, DE GAETANO DONIZETTI
0 (0)

Por António Lourenço

O Elixir De Amor, De Gaetano Donizetti foi levada à cena no Teatro de São Carlos de Lisboa. A Opera é baseada num livreto de Scribe e com encenação e cenografia do tenor Mário João Alves e com a orquestra sinfónica do teatro, dirigida pelo maestro residente António Pirolli.

13 de setembro, 2022 Off

A Outra Face Artística de Syd Barrett
0 (0)

Por Artes & contextos

Após o seu encantamento com os Pink Floyd e uma breve carreira de gravação a solo ter chegado ao fim, Sid Barrett voltou para Cambridge em 1978, abandonou o apelido “Syd” e começou novamente a pintar como Roger Barrett,

23 de agosto, 2022 Off

Um baile de máscaras, de Giuseppe Verdi
0 (0)

Por António Lourenço

Num belo cenário ao ar livre dos Jardim do Museu Nacional de Arte Antiga, pudemos desfrutar da bela obra do canto lírico de Giuseppe Verdi saciando os melómanos, tão sedentos pelos poucos espetáculos que se realizam no nosso país! Aplaudimos a iniciativa e coragem da organização.

4 de agosto, 2022 1

Charles Bukowski o “Dirty Old Bastard”
5 (1)

Por Rui Freitas

Charles Bukowski foi um poeta da miséria humana. A indigência, o grotesco, a solidão; o mundo feio, escuro e mal cheiroso alimentaram a sua expressividade e ninguém como ele soube retratá-los e fazer deles a sua inspiração. Dizia que a cidade de Los Angeles era o seu assunto favorito, mas de facto, ainda que na cidade, era das pessoas que falava.

28 de julho, 2022 0

Museu do Chiado – MNAC
0 (0)

Por Rui Freitas

O visitante de um museu é por momentos um ser privilegiado que respira o ar onde amadurecem os poemas, os romances, os dramas, as memórias, as angústias e as ilusões dos artistas que aí têm as suas obras, arrancadas à História e oferecidas ao mundo.

22 de julho, 2022 0

A Cultura
5 (1)

Por Rui Freitas

Este artigo é uma memória. Pode estar desatualizado e conter inconsistências estéticas. Foi inicialmente publicado a:2 de outubro, 2014 @…

15 de julho, 2022 0

Andrea Chénier no Teatro Nacional de São Carlos
0 (0)

Por António Lourenço

A ópera Andrea Chénier, com música do compositor Umberto Giordano (1867-1948), baseia-se na vida real do poeta francês com aquele nome, nascido em 1762 em Istambul e precocemente executado em 1794. Tergiversou contra os excessos do período, chamado do terror, despoletando a sua subida ao cadafalso.