Artes Plásticas

Ver mais
4 de março, 2021 Off

Nogueira de Barros – The Sky is the Limit

Por Isabel Pinheiro

O misturar das cores, deixar que elas próprias criem outras e se misturem dando origem a tonalidades, brilhos, ondas, movimentos que nem o mais hábil dos pincéis consegue fazer é...

Literatura

Ver mais
5 de março, 2021 Off

O paradoxo de Electra: Quando a vítima se torna a imagem de seus algozes.

Por Maria Eduarda Wendhausen

Electra é símbolo de todos aqueles que experimentaram a desgraça de serem abandonados por deus e pelos homens. Sozinha e castigada, a princesa torna-se escrava por recusar-se a engolir a...

Conversas

Ver mais
29 de dezembro, 2020 Off

Conversa no Ar.Co. sobre cinema

Por Laura Carvalho Torres

No dia 16 de Dezembro, o Artes & contextos esteve presente na exibição das curtas-metragens realizadas pelos alunos do curso de Cinema e Imagem em Movimento do ArCo.

Teatro

Ver mais
14 de junho, 2019 0

Marcelino Sambé bailarino principal da Royal Ballet

Por Maria da Luz Pinheiro

Marcelino Sambé   Marcelino Sambé, o jovem que a revista Forbes considerava já motivo de destaque na sua lista 30 jovens Europeus com menos de 30 anos passará a atuar...

Fotografia

Ver mais
26 de fevereiro, 2021 0

Antonio Alves Da Costa – “O Que Se Vê Atrás Da Lente”

Por Isabel Pinheiro

Embora formado em Fotografia pela Universidade Lusófona de Lisboa, Antonio Alves Da Costa considera-se um autodidata pois grande parte da sua aprendizagem no seu percurso do olhar foi bebê-la, não...

Dança

Ver mais
27 de novembro, 2019 0

Infância, Adolescência e Juventude – de Rúben Gonçalves

Por Luisa Fresta

Infância, Adolescência e Juventude   Produzido pela David & Golias, Rúben Gonçalves e Escola de Dança do Conservatório Nacional e distribuído pela Zero em Comportamento/ Projectos Paralelos, o documentário sobre...

4 de março, 2021 Off

Nogueira de Barros – The Sky is the Limit

Por Isabel Pinheiro

O misturar das cores, deixar que elas próprias criem outras e se misturem dando origem a tonalidades, brilhos, ondas, movimentos que nem o mais hábil dos pincéis consegue fazer é para Nogueira de Barros o próprio desafio de cada obra.