50 Músicas em 3 minutos

50 Músicas por ano em 3 minutos (1979-89)

29 de maio, 2020 0 Por Artes & contextos
Modo Noturno

50 Músicas em 3 minutos

O conceito de gerações, tal como o empregamos actualmente, não faria sentido para as pessoas que viveram ao longo da maior parte da história da humanidade. “Antes do século XIX”, escreve Sarah Leskow no The Atlantic, “pensava-se nas gerações como relações biológicas (geralmente masculinas) no seio das famílias – avós, filhos, netos, etc.”A palavra não descrevia traços comuns partilhados por, “como disse um lexicógrafo em 1863, “todos os homens vivendo mais ou menos ao mesmo tempo”.

 

A teoria acabou por ser profundamente introduzida na cultura de massas, mas ainda assim, um jornalista apresentou há alguns anos uma posição provocadora: “A vossa identidade geracional é uma mentira”, escreveu Philip Bump no The Washington Post, em 2015.

(Abre uma excepção para os Baby Boomers, por razões que terás de ler no artigo dele).

Mas todo este desbaste é positivo. Enquanto os estudiosos investigam sistematicamente as origens das ideias contemporâneas, muitas vezes o resto de nós toma por garantido que as nossas atuais formas de ver o mundo são intemporais e eternas.

 

 

No entanto, quer as gerações sejam um fenómeno real ou uma construção cultural, os meios de comunicação globalizados das últimas décadas garantem que, independentemente da nossa origem, a maioria das pessoas nascidas na mesma altura partilharão um conjunto de experiências quase idênticas – ouvir a mesma música, ver os mesmos filmes, programas de televisão, etc.

Dada a forma como o nosso pensamento pode ser moldado por momentos formativos na cultura pop, estamos destinados a ter algumas coisas em comum desde que tenhamos acesso ao cinema de Hollywood e à MTV.

Talvez o que mais define as gerações tal como as conhecemos hoje em dia seja a cultura como mercadoria.

 

 

Vê a série de vídeos aqui apresentada. Cada um deles reúne 50 músicas lançadas num único ano, a começar em 1979, juntamente com montagens de vídeo de alguns dos artistas mais populares desse ano.

Criada pela The Hood Internet, “uma dupla de DJs e produtores de Chicago, conhecida pela sua experiência em mashups e remixes”, a série poderia servir como uma experiência de laboratório para testar as reacções emocionais de pessoas nascidas em alturas diferentes.

Talvez já todos tenhamos ouvido estas canções. Mas só aqueles que as ouviram na sua juventude terão as reacções nostálgicas que associamos à memória geracional, uma vez que a música, como David Toop  escreve no The Quietus, é “uma máquina de recordações”.

 

 

Todos os outros poderão ficar a saber algo sobre o aspecto e a sonoridade dos anos 80. Como um período histórico, tende a ser enquadrado num molde bastante estreito, com o synthpop e o hair metal a definirem a extensão da música dos 80’s. no entanto, a música pop da década foi fabulosamente diversificada, com géneros que se cruzam naquilo que se veio a revelar ser surpreendentemente harmonioso, como testemunhamos nestes vídeos mashup.

Os criadores da série trabalharam até 1987, e podemos ver algumas mudanças dramáticas no percurso que complicam ainda mais a ideia da música dos anos 80, mesmo para aqueles que ouviram estas canções quando foram lançadas, e que têm nove anos de momentos formativos para as acompanhar.

Vê todos os vídeos em The Hood Internet’s YouTube channel.

 

 

O artigo original foi publicado em @Open Culture
The original article appeared first @Open Culture

Este artigo foi traduzido do original em inglês por Redação Artes & contextos


Talvez seja do seu interesse: Os 10 Maiores Concertos dos R.E.M.

Artes & contextos
Últimos artigos de Artes & contextos (exibir todos)
Open Call Artes & contextos