6 Similar Great Composers Like Chopin

6 Excelentes compositores semelhantes a Chopin

11 de dezembro, 2020 0 Por Artes & contextos

6 Compositores semelhantes a Chopin

 

Aquilo que faz um compositor destacar-se no meio da multidão é, mais frequentemente do que a sua individualidade, a sua ‘voz’ única. Chopin não é exceção. Não só era um pianista virtuoso como o seu estilo de composição o fez sobressair entre centenas de outros compositores do Período Romântico e dos anos que se seguiram.
Caso seja fã da sua música, as semelhanças existentes entre a composição de Chopin e a de outros compositores convida a uma pequena investigação.

1. John Field

Um dos mais comuns paralelismos feitos é com John Field. O nome pode não lhe ser familiar, mas Chopin deu-lhe crédito pela influência que teve nas suas composições, em particular nos Noturnos.
John Field (1782-1837) foi um compositor e pianista irlandês. A sua habilidade técnica no piano foi suficientemente bem documentada para que Muzio Clementi o aceitasse como pupilo. Este foi o trampolim de Field para o mundo real. Clementi mostrou ao jovem Field os domínios musicais da Alemanha, França e Rússia, onde Field acabou por se instalar.
Field manteve um estatuto elevado na Rússia tanto enquanto pianista como enquanto professor. A sua vida de compositor seguiu um rumo calmo, sempre a par das restantes atividades que desenvolveu. Entre muitas composições, incluindo alguns Noturnos, Field compôs quatro sonatas para piano e sete impressionantes concertos também para piano. Atualmente, Field é mais conhecido pelas suas peças de piano a solo que abriram o caminho para Chopin, que pegou no modelo dos Noturnos, cuidadosamente trabalhados por Field e transformou-os em peças de incomparável beleza.

2. Edvard Grieg

Embora não seja uma comparação tão direta como no caso de John Field, Edvard Grieg tem bases as mesmas bases que Chopin. Para mim, a conexão neste caso é que as composições de Grieg são tão maravilhosas quanto as melodias Chopin. Segundo Grieg, muitas destas composições foram influenciadas ou inspiradas pelas melodias folclóricas escandinavas, da mesma forma que as origens polacas de Chopin influenciaram o seu trabalho. Em “Lyric Pieces” podemos encontrar muitas afinidades com a música de Chopin.

 

Grieg - Lyric Pieces (complete)

 

Apesar de Grieg ter optado por compor peças de carácter, a colorida destreza e a natureza caprichosa destas peças estão presentes em muitas das obras de Chopin.

3. Felix Mendelsohn

Outro compositor que penso estar próximo de Chopin é Felix Mendelsohn. Mendelsohn era, como Mozart, uma criança prodígio que demonstrou excecional dom para a música desde tenra idade. As suas produções abrangeram uma gama mais ampla de estilos do que as composições para piano de Chopin, mas é precisamente nas obras abundantemente expressivas e descritivas que se encontra uma ligação entre os dois compositores.
Mendelsohn dedicou bastante tempo à composição para piano e, apesar de o próprio não sentir que estas peças representassem o melhor dele, eu discordo. Na coleção de Mendelsohn podemos encontrar várias peças intituladas “Songs without Words”, nas quais podemos descobrir várias associações com peças para piano de Chopin.

 

Mendelssohn - Songs Without Words (complete set) - Rena Kyriakou

 

Não só a música para piano de Mendelsohn é um retrato sensível de um amplo espectro de emoções humanas como a elegância da sua forma aproxima-se muito das composições de Chopin. Aquilo que poderá distanciar os dois compositores será talvez o facto de, ao contrário de Chopin, Mendelsohn ter valorizado muito os compositores do passado.

4. Mily Balakirev

Mily Balakirev é reconhecido por ter sido o maior promotor da música nacionalista russa do seu tempo. Isto pode facilmente ofuscar a sua contribuição de peso para o repertório de piano que muito deve ao trabalho de Chopin. Não só Balakriev foi um notável compositor russo da sua época como foi um virtuoso pianista de cuja performance do Concerto do Emperador (Nº5) de Beethoven lhe valeu o aplauso do Czar em 1858. O seu mais reconhecido trabalho é a fantasia para piano intitulada “Islamey”.

 

Balakirev - Islamey

 

Esta obra foi inspirada pela viagem de Balakriev ao Caucaso. O compositor ficou tão impressionado com a beleza da natureza e com a hospitalidade dos habitantes que compôs “Islamey”. Foi um trabalho de paixão que completou em apenas um mês. É notoriamente uma peça de grande dificuldade técnica que o próprio Balakriev admitiu representar um desafio para si mesmo. “Islamey” divide-se em três secções num amplo padrão de rápido-lento-rápido.

Juntamente com esta composição, o catálogo de Balakriev inclui Noturnas, Mazurkas, Sonatas e uma “Impromptu” para piano que foi criada como homenagem aos Prelúdios de Chopin em Mi bemol e Si maior.

 

Balakirev - Impromptu on themes from two preludes of Chopin

 

Em certas ocasiões é possível sentir que o virtuosismo é dominante na música para piano de Balakriev mas a influência de Chopin sobressai ao longo da sua obra.

5. Selim Palmgren

Selim Palmgren (1878-1951) é um nome que raramente aparece nos programas de concertos ou na rádio, no entanto, ele é considerado um músico chave na promoção e firmamento da música nacionalista na Finlândia. Tal como Chopin, Palmgren foi um fabuloso pianista a par das suas atividades enquanto maestro e compositor. Palmgren produziu uma quantidade notável de música durante a sua vida, chegando a compor 114 obras.

Entre estas composições está um grande número de obras para piano, incluindo coleções de peças para piano a solo e peças mais compridas. No trabalho de pequena escala de Palmgren ouvimos melhor os ecos de Chopin e de Mendelsohn. É evidente, às vezes, na virtuosidade fluida que compõe o seu trabalho e às vezes na essência da melodia folclórica que cria texturas ricas em expressão.

Um bom sítio para se começar a ouvir Palmgren é na sua obra Op.28 “Lyric Pieces”.

 

6 Lyric Pieces, Op. 28 "Youth": I. Praeludium

 

Esta tem também um toque de Grieg mas mostra alguma independência no seu estilo que é facilmente reconhecível como do próprio de Palmgren. Também pode querer espreitar a Op.84 “Piano Pieces”, cujo subtítulo é “Preludes” e que reflete o trabalho de Chopin. Numa maior escala há também cinco Concertos para piano, mas estes alinham-se talvez mais à música de Franz Liszt do que à de Chopin.

 

Selim Palmgren - 24 Preludes Op. 17 (audio + sheet music)

 

6. Alexander Scriabin

Finalmente gostaria de voltar à Rússia e ao compositor Alexander Scriabin. Tanto enquanto compositor como enquanto pianista, Scriabin fez uma grande e vital contribuição para o desenvolvimento musical do início do século XX. Scriabin, apesar de voz única no mundo da composição, foi claramente influenciado pela música de Chopin. As suas obras do “Primeiro Período” mostram muitos traços das composições de Chopin, incluindo a forma como ele deu voz aos seus acordes.

Scriabin gostava de utilizar padrões de acordes extensos, baseados em dominantes décimos terceiros, mas escritos em intervalos de quarto. Estes podem ser encontrados em várias composições de Chopin e posteriormente ajudaram Scriabin a formar a sua linguagem musical atonal em conjunto com Arnold Schoenberg. Se desejar avaliar o desenvolvimento linguístico de Scriabin, as suas dez Sonatas para piano são um ótimo ponto de partida. Os seus primeiros “Études” e “Preludes” mostram sucintamente a influência de Chopin.

 

Scriabin - Etude Op. 8 No. 12

 

Alexander Scriabin - 24 Preludes, Op. 11

Este artigo foi traduzido do original em inglês por Constança Costa Santos

O artigo original foi publicado em @CMUSE – Classical
The original article appeared first @CMUSE – Classical


Talvez seja do seu interesse: O que significa Op. na Música?


Artes & contextos
Últimos artigos de Artes & contextos (exibir todos)
Open Call Artes & contextos