A&c é tão bom estar em casa - Cultura em tempos de Recolhimento

Cultura em casa #5

1 de janeiro, 2020 Desligado Por Artes & contextos

Cultura em casa

 

#EuFicoEmCasa não pode ser apenas mais uma hashtag

 

Nunca é de mais repetir:

A cultura é um fator agregador, comunitário, espiritual, e age como tal, mesmo em tempos de crise, como a atual em que, para nos pouparmos e pouparmos os outros, nos vemos, agora alertados para um  “Dever Cívico de Recolhimento”.

Porque pode estar quase – continua a depender de todos nós – mas é preciso não baixarmos a guarda.
Lamentamos pelos infetados e desejamos com toda a força a sua recuperação, lamentamos profundamente pelas famílias e amigos dos que não venceram, mas temos que continuar.

Em casa!

Mas isso não tem que ser mau, pois não? Afinal, estamos nas nossas casas, no nosso ambiente.


 

Primeira semana de maio. Os nossos esforços infindáveis estão, finalmente, a dar os seus frutos. Apesar de não estarmos sujeitos a tantas restrições, não significa que nos tenha sido restaurada a “normalidade”. Por isso, continuem por casa, a cuidar de vós, e dos vossos, para que todos possamos estar protegidos e em segurança.

Mas, nem por isso o mundo da Arte e da Cultura artística estagnou. Pelo contrário, novidades não param de chegar, e vou-vos trazer mais sugestões para que possam usufruir do lazer, em casa. Para relembrar: oiçam os primeiros dois episódios do nosso Podcast Artes & contextos, nas mais diversas plataformas, e, amanhã, dia 5 de Maio, sai o 3º episódio sobre o tema: “O Teatro D. Maria II”.

Antes de mais, boas notícias! A partir de dia 18, o Dia Internacional dos Museus, museus, monumentos, palácios e galerias terão ordem de reabertura, e a partir de dia 1 de Junho os cinemas voltaram a abrir gradualmente. Fiquem atentos, as várias instituições vão anunciar as suas datas de reabertura em breve, e quais as medidas que vão tomar face à pandemia.

Como é do conhecimento geral, o Rock in Rio, como tantos outros festivais, foi adiado. No entanto, os Foo Fighters, Liam Gallagher e The National, que faziam parte do cartaz deste ano, estarão presentes na edição de 2021. Dos vários concertos adiados, deixo-vos aqui algumas datas:

  • NOS Primavera Sound, 3 a 5 de Setembro 2020;
  • Metromony, 7 de Setembro 2020;
  • Michael Kiwanuka, 19 e 20 de Outubro 2020, Porto e Lisboa, respetivamente;
  • Cock Robin, 30 e 31 de Outubro 2020, Lisboa e Porto, respetivamente;
  • Harry Styles (abertura: King Princess), 16 de Fevereiro de 2021;
  • Nick Cave e os Bad Seeds, 24 de Maio de 2021.

 

Desde provas de vinho online, ao Lux em casa, entretenimento é coisa que não falta. A Time In, nome adaptado durante a fase de quarentena e pandemia do original Time Out, deu-nos várias sugestões de viagens, sem sair de casa. Por exemplo poderá explorar, através de uma tour virtual, vários locais icónicos da saga de Harry Potter, através do Voyager no Google Earth, e conhecer a Casa Azul, da inspiradora Frida Kahlo, em Coyoacán, na cidade do México. Basta aceder ao website e explorar.

Dia 30 de Abril foi disponibilizada a conversa “viagem pela Cidade Invicta” de Rui Moreira, José Miguel Júdice e João van Zeller. Segundo o comunicado à imprensa: «Esta surge no âmbito do lançamento da 2ª edição de “Johnny Boy, Porto 40 & 50”, um livro que viaja pelo Porto nos anos médios do século XX, numa cidade empreendedora, melancólica e cinzenta, onde a alegria parecia apenas aparecer em “noites de S. João ou nas vitórias clubísticas”. Esta obra demonstra a mudança radical no século XXI claramente visível nos dias de hoje. Atualmente, vivemos um Porto jovem, moderno e cosmopolita que, tal como refere João Van Zeller, mantém e exponencia “a sua incomparável dedicação ao trabalho, ao empreendedorismo, e à defesa do seu inimitável carácter”, consolidando o amor do autor à cidade.»

O IndieLisboa, que terá lugar entre 25 de Agosto a 5 de Setembro, deste ano já apresentou a sua lista de filmes selecionados, sendo eles:

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

Longas

  • El Año del Descubrimiento / The Year of the Discovery, Luis López Carrasco, doc., Espanha, 2020, 200′
  • Baamum Nafi / Nafi’s father, Mamadou Dia, fic., Senegal, 2019, 109′
  • Babai, Artem Aisagaliev, fic., Rússia/EUA, 2020, 65′
  • Barzaj / Barzakh, Alejandro Salgado, doc., Espanha, 2019, 73′
  • Eyimofe / This Is My Desire, Arie Esiri/Chuko Esiri, fic., Nigéria, 2020, 116′
  • A Febre / The Fever, Maya Da-Rin, fic., Brasil/França/Alemanha, 2019, 98′
  • Ghost Tropic, Bas Devos, fic., Bélgica, 2019, 85′
  • L’Île aux oiseaux / Bird Island, Maya Kosa/Sergio da Costa, doc., Suíça, 2019, 62′
  • Lúa Vermella / Red Moon Tide, Lois Patiño, fic., Espanha, 2020, 84″
  • Il n’y aura plus de nuit / There Will Be No More Night, Eléonore Weber, doc., França, 2020, 75′
  • Si yo fuera el invierno mismo / If I Were the Winter Itself, Jazmin Lopez, fic., Argentina, 2020, 92′
  • Victoria, Isabelle Tollenaere/Sofie Benoot/Liesbeth De Ceulaer, doc., Bélgica, 2020, 71′

 

CURTAS

  • Abiding, Ugo Petronin, fic./doc., Holanda, 2019, 5′
  • Abissu, Matteo Moeschler, fic., França, 2019, 13′
  • Älgen, Erik Svetoft, anim., Suécia, 2019, 8′
  • Avant notre heure, Chloé Terren, fic., França, 2019, 22′
  • Batalha, Clara Lazarim/Ricardo Mollan Saito/Caio Castor/Guilherme Cerqueira César, doc., Brasil, 2019, 15′
  • Black Sheep Boy, James Molle, anim., França, 2019, 15′
  • Breakfast in Kisumu, Rebecca Achieng Ajulu-Bushell, doc., Reino Unido/Quénia/África do Sul, 2019, 37′
  • Bugs and Beasts Before the Law, Alexis Mitchell/Sharlene Bamboat, exp., Canadá/Alemanha, 2019, 33′
  • City of Children, Arantxa Hernández Barthe, doc., Reino Unido, 2019, 16′
  • Déjeuner sur l”herbe / Lunch on the Grass, Jules Bourges/Jocelyn Charles/Nathan Harbonn Viaud/Pierre Rougemont, anim., França, 2019, 7′
  • Douma Underground, Tim Alsiofi, doc., Líbano, 2019, 11′
  • Fiebre Austral / Austral Fever, Thomas Woodroffe, fic., Chile, 2019, 21′
  • Fun Factory, Lisa Brooke, fic., Noruega/Alemanha, 2019, 12′
  • Genius Loci, Adrien Mérigeau, anim., França, 2019, 16′
  • Mardi de 8 à 18 / Tuesday From 8 to 6, Cecilia de Arce, fic., França, 2019, 26′
  • The Memory Atlas, Domenico Centroni, doc., Bélgica/Itália/Portugal, 2020, 10′
  • Moving, Adinah Dancyger, fic., EUA, 2019, 8′
  • Notes on the White Plastic Chair- the Movie, APRDELESP, exp., México, 2019, 16′
  • len, Blanca Camell Galí, fic., França, 2019, 16′
  • Poslednja slika o ocu / The Last Image of Father, Stefan Djordjevic, fic., Sérvia, 2019, 20′
  • Rodéo / Rodeo, Mario Valero, doc./exp., Espanha/França, 2019, 33′
  • Seabird, Arthur Vermorel, fic., França, 2020, 23′
  • Shānzhài Screens, Paul Heintz, doc., China/França, 2020, 23′
  • Sukar, Ilias Dupuis-El Faris, fic., França/Marrocos, 2019, 9′
  • Symbiosis, Nadja Andrasev, anim., França/Hungria, 2019, 13′
  • Tendre, Isabel Pagliai, doc., França, 2020, 43′
  • There Were Four of Us, Cassie Shao, anim., EUA, 2019, 7′
  • This Means More, Nicolas Gourault, doc., França, 2019, 22′
  • Toomas teispool metsikute huntide orgu / Toomas Beneath the Valley of the Wild Wolves, Chintis Lundgren, Animation, Estónia/Croácia, 2019, 18′
  • Os Últimos Românticos do Mundo, Henrique Arruda, fic., Brasil, 2020, 23′
  • (You”ll Make It In) Florida, Phil Chernyak, fic., EUA, 2019, 20′

 

Apenas em julho saberemos os filmes portugueses que vão integrar a Competição Nacional, a secção Novíssimos e as Sessões especiais.

Através da sua «Quarentena Cinéfila» a Medeia Filmes voltou a partilhar filmografia connosco, e aqui vai a programação:

  • O SÉTIMO SELO (1957), de Ingmar Bergman
    Disponível a partir das 12h de terça-feira, 5 de Maio, até às 12h de quinta-feira, 7 de MaioCom: Max von Sydow, Gunnar Björnstrand, Bengt EkerotDe volta das Cruzadas, um cavaleiro vê o seu país espiritual e fisicamente devastado. Com a fé abalada e o sentido da vida a tomar de assalto o seu pensamento, este é abordado por uma estranha e enigmática personagem: a Morte. Pronta para levar o homem consigo, a Morte é desafiada para um jogo de xadrez, cujo resultado ditará o destino do cavaleiro.Festival de Cannes:
    – Prémio Especial do Júri

 

  • RUA DA VERGONHA (1956), de Kenji Mizoguchi
    Disponível a partir das 12h de quinta-feira, 7 de Maio, até às 12h de sábado, 9 de MaioCom: Machiko Kyo, Aiko Mimasu, Ayako Wakao, Michiyo Kogure, Sadako SawamuraA vida de cinco prostitutas que trabalham num bordel na famosa e histórica zona de prostituição de Tóquio, Yoshiwara, e a forma como os seus sonhos e ambições são constantemente destruídos pela realidade social e económica que as rodeia.Festival de Veneza:
    – Menção especial a Kenji Mizoguchi pela sua aspereza
    – Nomeação para Leão de Ouro

 

  • HÁ FESTA NA ALDEIA (1949), de Jacques Tati
    Disponível a partir das 12h de sábado, 9 de Maio, até às 12h de terça-feira, 12 de MaioCom: Jacques Tati, Guy Descombe, Paul Frankeur, Santa Relli, Maine ValléeNuma pequena aldeia do centro de França é dia de festa: os feirantes chegam à praça com as suas rulotes, carroças, carros, cestas, carrosséis, lotarias, fanfarras. Instala-se um cinema ambulante. É ocasião para os aldeões descobrirem um documentário sobre as proezas dos correios na América. Ridicularizado por toda a aldeia, François, o carteiro, decide aprender a executar o seu trabalho “à americana”.Festival de Veneza:
    – Selecção Oficial, em Competição
    – Prémio Internacional para Melhor Argumento

Sabemos, desde já, que o Teatro D. Maria II e Trindade só irão reabrir em setembro, mas, até lá, podem usufruir de peças online.

O mês de maio traz ao D. Maria II 20 novos espetáculos na sua sala online e leituras online: «O mês de maio traz novos espetáculos, leituras, conversas e sessões de poesia às plataformas online do Teatro Nacional D. Maria II. Os fins de semana serão recheados de espetáculos para todos os gostos e leituras de histórias para os mais pequenos. Durante a semana, há espaço para a poesia, com o Clube dos Poetas Vivos, e para muitas curiosidades, conversas e desafios, que podem ser acompanhados diariamente nas redes sociais do Teatro.» Todas as sextas e sábados às 21h fica disponível um novo espetáculo, e depois de estreado, junta-se ao acervo da iniciativa D. Maria II em Casa. A Salinha Online, todos os sábados e domingos às 11h, disponibiliza uma história infantil interpretada por um ator.

 

Na RTP1, no dia 2 foi transmitido, pela 01:50h Toni Erdmann, o filme austríaco de 2016, e, amanhã, dia 5, pela 01:04h, Graças a Deus (Gracê À Dieu), filme francês de 2019. Já no dia 6, à 01:38, Calma de Morte (Dead Calm) um Thriller de 1989.

A RTP2 transmitiu, dia 2, Alceste, uma ópera de três atos do compositor Christoph Willibald Gluck, com libreto de Ranieri de’ Calzabigi, a partir de Alceste de Eurípides. Com encenação de Pier Luigi Pizzi, às 22h13h. Dia 4, pelas 23:25h, Love Film Festival, de 2014. Dia 7 pela 00:10h «Dias de Música em Belém 2018 – A Reconquista do Paraíso» de Robert Schumann pela Orquestra XXI e direção de Dinis Sousa, integrado no festival inspirado na pintura de Bosch.

 

Até para a semana!

 

 

Artes & contextos
Últimos artigos de Artes & contextos (exibir todos)