web analytics

Folle Époque Artes & contextos Folle Époque Alípio Padilha scaled

Folle Époque
0 (0)

Também o tempo torna tudo relativo

Este artigo foi inicialmente publicado há mais de 1 ano, o que em 'Tempo Internet' é bastante. Pode estar desatualizado.

Cerca de um mês depois de terem estreado FORA DE CAMPO no Teatro Taborda, o coletivo SillySeason chega agora ao Porto, com a estreia da sua mais recente criação, Folle Époque. O espetáculo que celebra o centenário dos Loucos Anos 20, estará em cena no Teatro Carlos Alberto (TNSJ) de 22 a 25 de outubro.

Com conceção e direção dos SillySeason (Cátia Tomé, Ivo Saraiva e Silva e Ricardo Teixeira) e interpretação dos próprios e de Rodolfo Major, Sara Ribeiro e Teresa Coutinho, Folle Époque propõe uma revisitação dos Loucos Anos 20 à luz dos tempos atuais, de difícil caracterização e ambiguidade.

No espetáculo, os anos 20 do século XX fundem-se a 2020, num jogo de narrativas hipotéticas, que remetem para estes dois tempos, colocando-os frente a frente. Partindo do legado histórico dos anos 1920 e dos factos que chegaram até nós, Folle Époque desenvolve-se entre a realidade e a ficção, como num mise en abyme (ou narrativa em abismo).

O espetáculo terá uma antestreia na Fábrica Ideias, em Ílhavo, no dia 17 de setembro, integrada no projeto 23 Milhas. A estreia acontecerá a 22 de outubro, no Teatro Carlos Aberto, no Porto, seguindo-se depois apresentações no CCB, em Lisboa, de 15 a 18 de janeiro de 2021, e no Centro Cultural Olido, em São Paulo, em data a anunciar.

Folle Époque é uma criação dos SillySeason com coprodução do Centro Cultural de Belém e do Teatro Nacional São João.

Como classificas este artigo?

The event is finished.

Date

2020 Out 22 - 25
Expired!

Time

8:00 - 18:00

Local Time

  • Timezone: America/New_York
  • Date: 2020 Out 22 - 25
  • Time: 3:00 - 13:00

Location

Teatro Carlos Alberto
Oferecemos-lhe semana em Arte No seu email, ao sábado de manhãzinha, um resumo dos nossos artigos da semana
Toggle Dark Mode
Toggle Font Size
Hide picture