História da Música

40.000 Anos de História da Música em 8 Minutos
0 (0)

16 de agosto, 2022 Off Por Artes & contextos
  • 3Minutos de leitura
  • 634Palavras

A Evolução da Música

‍‌”Estamos a afogar-nos em música”, diz Michael Spitzer, professor de música na Universidade de Liverpool. “Se tivesses nascido no tempo de Beethoven, terias sorte se ouvisses uma sinfonia duas vezes na tua vida, enquanto hoje é tão acessível como a água corrente”. Não devemos tomar a música, ou água corrente, como um dado adquirido, e a comparação deve conduzir-nos a uma pausa: será que precisamos de música – por exemplo, quase qualquer gravação de qualquer sinfonia de Beethoven em que possamos pensar – a sair da torneira a pedido? Quanto é que isso nos custa? Não haverá um meio termo entre ouvir Beethoven em qualquer altura e quase nunca ouvir Beethoven?

 

video
play-sharp-fill

 

A história de como a humanidade chegou à sua relação atual com a música é o tema da entrevista Big Think com Spitzer (acima), na qual ele cobre 40.000 anos em 8 minutos: “de flautas de osso a Beyoncé”.

Começamos com a sua tese de que

 

nós no Ocidente pensamos na história da música como a história das grandes obras e dos grandes compositores. Este conceito errado “tende a reduzir a música a um objeto”, e a uma mercadoria. Além disso, sobrevalorizamos o papel do compositor, colocando o profissional sobre a maioria das pessoas que são inatamente musicais.

 

Spitzer quer recuperar a música da universalidade que em tempos teve, antes das rádios, dos gira-discos, e dos suportes de streaming.

 

História da Música

História da Música – Gravador/Leitor de Cassetes

 

Durante quase toda a história da Humanidade, até Edison inventar o fonógrafo em 1877, não tínhamos forma de preservar o som. Se as pessoas queriam música, tinham de a fazer elas próprias. E antes de os humanos fazerem instrumentos, tínhamos a voz humana, um desenvolvimento único entre os primatas que nos permitia vocalizar as nossas emoções. O livro de Spitzer The Musical Human: A History of Life on Earth  conta a história da humanidade através do desenvolvimento da música, que, como Matthew Lyons assinala numa crítica, veio antes de qualquer outra métrica da civilização humana moderna:

 

O mais antigo instrumento com uma finalidade musical conhecido tem cerca de quarenta mil anos. Encontrado em Geissenklösterle no que é hoje o sudeste da Alemanha, é uma flauta feita a partir do osso radial de um abutre. Notavelmente, os cinco buracos furados no osso criam uma escala de cinco notas, ou pentatónica. Ou seja, antes da agricultura, religião, povoamento – tudo o que podemos pensar como primeiros sinais de civilização – homens e mulheres paleolíticos já estavam familiarizados com o conceito de tom.

 

Se a música é tão crítica para o nosso desenvolvimento social como espécie, devemos aprender a tratá-la com o respeito que ela merece. Deveríamos também, argumenta Spitzer, aprender a tocar e cantar para nós próprios novamente, e pensar na música não só como uma coisa que outras pessoas mais talentosas produzem para o nosso consumo, mas como a nossa própria herança evolutiva, transmitida ao longo de dezenas de milhares de anos.

 

Este artigo foi traduzido do original por software
This article was translated from the original by software


O artigo original The Evolution of Music: 40,000 Years of Music History Covered in 8 Minutes foi publicado @ Open Culture
The original article The Evolution of Music: 40,000 Years of Music History Covered in 8 Minutes , appeared first @ Open Culture


Ajuda-nos a manter o Artes & contextos gratuito, livre e sem publicidade pelo meio dos artigos

40.000 Anos de História da Música em 8 Minutos Artes & contextos Peq 2 PayPal com cartoes 140 x 66 removebg preview

Talvez seja do seu interesse: A Importância Do Contacto Visual Entre Os Músicos

0

Como classificas este artigo?

Assinados por Artes & contextos, são artigos originais de outras publicações e autores, devidamente identificadas e (se existente) link para o artigo original.

Jaime Roriz Advogados Artes & contextos