O Piano Sul Coreano Samick Artes & contextos samick piano review south korean musical instrument desde 1958

O Piano Sul Coreano Samick
0 (0)

3 de setembro, 2021 0 Por Artes & contextos
  • 5Minutos de leitura
  • 1112Palavras
Também o tempo torna tudo relativo

Este artigo foi inicialmente publicado há mais de 1 ano, o que em 'Tempo Internet' é bastante. Pode estar desatualizado.

 

Samick

 

O nome dos pianos Samick é bastante conhecido. Fundada em 1958 por Hyo Ick Lee, a Samick Musical Instruments Company ganhou uma sólida reputação por produzir instrumentos de qualidade consistente.

No site Samick Music Corp., é fácil de ler sobre como os fabricantes estão orgulhosos dos seus produtos e que eles afirmam ser “um dos maiores e mais conhecedores produtores de instrumentos musicais do mundo de hoje”. A empresa tem fábricas de instrumentos em vários países do mundo, incluindo os EUA, China, Coreia e Indonésia.

Samick está, para muitos, intimamente associada à fabricação de guitarras de alta qualidade com o design de Greg Bennett que entrou em funcionamento em 2011. Esta linha de guitarras provou ser imensamente popular e inclui instrumentos elétricos e acústicos ao lado de bandolins, baixos e banjos.

A gama de pianos que a Samick produz é impressionante e vem de uma linha de outras marcas tais como Kohler & Campbell, Pramberger, e Wm. Knabe & Co.

 

Samick Piano Review

Piano Samick

 

Interessantemente, Samick cultivou uma estreita associação com o conhecido fabricante de piano C. Bechstein em 2003/4, e os dois atualmente partilham uma fábrica na China. O seu empreendedorismo continuou e em 2009 a Samick terá adquirido 16,5% das acções disponíveis na Steinway Musical Instruments. Pensa-se que esta percentagem tenha aumentado para cerca de 32% em 2013.

Durante os cinquenta anos de produção de pianos, Samick orgulha-se da sua gama de Pianos Verticais (Upright Pianos) e Pianos de Cauda (Grand Piano). Em direção ao limite mais caro do Samick, a faixa alarga-se até ao SIG-61. Este belo Piano de Cauda vem numa variedade de acabamentos, incluindo ébano polido ou acetinado e ostenta um comprimento de 1,80 m.

Os materiais de primeira qualidade têm sido usados na fabricação deste piano, em conjunto com a arte de mestre. A caixa de ressonância, como seria de esperar, é feita de madeira de abeto e existe um bloco de pinos de ácer laminado. As qualidades tonais deste modelo são bastante brilhantes mas cheias e certamente adequadas para concertos e apresentações caseiras. Como um pequeno indicador da qualidade deste e de outros pianos Samick, eles garantem-nas durante dez anos.

A gama Samick de Pianos Verticais não é facilmente descartada. Quando comparada com outras marcas líderes como Yamaha, Kawai, Bechstein, ou mesmo Steinway, os preços são competitivos. A gama vertical tem preços de cerca de €3.000 a mais de €3.500 e para muitos críticos, oferecem uma qualidade de construção consistente, boa gama dinâmica, e um acabamento bem feito. Alguns acham que a qualidade de construção dos pianos Vericais Samick, varia consideravelmente, e se você estiver à procura para adquirir um Samick em segunda mão ou usado, pode valer a pena consultar um técnico de piano para examinar o instrumento antes de o comprar.

Por toda a internet e especialmente em fóruns de piano parece haver uma desconfiança consistente da marca Samick. Isto parece resultar de uma preferência por pianos construídos na Alemanha, ou pela parte superior dos pianos japoneses. Também tem raízes no que muitos afirmam ser as enormes diferenças na qualidade de fabricação dos pianos Samick ao longo da sua história. Alguns comentadores que compraram um modelo mais antigo vertical ou de cauda, ficaram seriamemte desapontados e aconselham fortemente as pessoas a afastarem-se do Samick.

 

 

video
play-rounded-fill

 

 

Um aspeto desta discussão concreta é a forma como o Samick se uniu aos dois principais fabricantes alemães de pianos com o objetivo, dizem, de comercializar seus pianos sob a histórica reputação de qualidade que os pianos alemães possuem. É difícil avaliar se isso provocou uma forte reação entre um número significativo de pianistas, mas esse sentimento é certamente atual.

A minha recordação de tocar um piano ‘vertical’ Samick foi que ele era relativamente leve em termos de ação, mas bastante responsivo dinamicamente. Para mim, o tom era excessivamente brilhante, até mesmo agudo ao se afastar dos registos médios, mas este é um som que muitas pessoas preferem. Sem dúvida, o acabamento do instrumento era bastante bom e comparável a outros com um preço semelhante, mas no final,  este não era um piano que eu quisesse comprar.

Se a oferta de piano acústico não é do seu agrado, ou se apenas deseja um piano eletrónico, a Samick tambném os produz. Os Pianos Digitais Samick não são um produto totalmente novo, mas a sua gama de instrumentos é bastante ampla e apelativa. Se gosta da forma de um piano de cauda mas prefere ir na direção digital, então o SG-500 pode ser o piano para si. O seu preço é cerca de € 7000 novo, mas vem com um teclado de 88 notas graduado hammer action que incorpora alguma da tecnologia de ponta encontrada nos concorrentes da Samick.

 

video
play-rounded-fill

 

A Samick afirma que a sensibilidade ao toque dá um grande controle ao executante, tornando a experiência o mais próxima possível de um instrumento acústico. O SG-500 utiliza dois amplificadores de potência stéreo de 80 watts que empurram o som sampleado através de um impressionante sistema de oito altifalantes. Para aqueles que querem a gama completa de sinos e apitos, a selecção de sons disponíveis, para além do piano, é generosa. Possui também capacidades Bluetooth, USB e MIDI que respondem às necessidades do músico moderno.

Existem duas faces distintas ao considerar o Samick como a sua escolha de piano. Os fabricantes afirmam que produzem uma gama de pianos de alta qualidade que são comparáveis aos das marcas líderes e o artesanato e a qualidade dos materiais que Samick declara eatarem no auge da fabricação de pianos no século XXI

Você não pode esperar ter um Steinway Grand com um orçamento de €3.500, a menos que tenha muita sorte, ou que tenha pago por uma fraude. O meu conselho ao considerar a compra de qualquer instrumento é que vá e experimente por si mesmo e depois decida. Você pode achar que os pianos Samick são os melhores para si.

Este artigo foi traduzido do original em inglês

Ajuda-nos a manter o Artes & contextos gratuito, livre e sem publicidade pelo meio dos artigos


O artigo original Samick Piano Review | South Korean Musical Instrument Desde 1958 , foi publicado @ CMUSE – Classical
The original article Samick Piano Review | South Korean Musical Instrument Desde 1958 , appeared first @ CMUSE – Classical


Talvez seja do seu interesse: O Porquê dos Furos F dos violinos

0

Como classificas este artigo?

Assinados por Artes & contextos, são artigos originais de outras publicações e autores, devidamente identificadas e (se existente) link para o artigo original.

Jaime Roriz Advogados Artes & contextos