Um encontro vegetal - diálogo vivo com a natureza Artes & contextos um dialogo vivo com a natureza

Um encontro vegetal – diálogo vivo com a natureza

25 de junho, 2021 0 Por Artes & contextos

Um encontro vegetal

 

La Casa Encendida de Fundación Montemadrid e a Wellcome Collection of London apresentam “Un encuentro vegetal”, uma exposição que, com base nas obras de Patricia Domínguez, Ingela Ihrman e Eduardo Navarro, examina a relação simbiótica entre o homem e as plantas. A experiência da exposição é completada com uma série de cursos, concertos e cinema. (Até 19 de Setembro).

O mundo vegetal representa 85% da vida que conhecemos e sustenta todos os organismos vivos do planeta através da fotossíntese, um processo pelo qual eles convertem substâncias inorgânicas – carbono e água – em orgânicas –carboidratos – liberando também o oxigénio que nós animais respiramos.

As plantas são seres sensíveis, atentos aos elementos e às formas vivas que os rodeiam, enraizados, mas em constante evolução, capazes de construir anatomias alternativas para sobreviver e florescer; respirando, percebendo, alimentando-se e reproduzindo-se em todo o seu organismo. Têm memória, comunicam entre si, criam comunidades simbióticas e influenciam o clima do planeta.

Apesar da nossa perceção comum, eles transformaram os humanos mais do que os humanos os transformaram. E eles certamente têm a solução para a nossa prosperidade e sobrevivência. Sob esta premissa, La Casa Encendida lançou um ciclo de atividades – cursos, concertos, filmes – cujo tema central é Un encuentro vegetal (Um encontro vegetal), a exposição comissariada por Bárbara Rodríguez Muñoz, da Wellcome Collection em Londres e com as obras de Patricia Domínguez, Ingela Ihrman e Eduardo Navarro.

 

Un encuentro vegetal

Matrix Vegetal, Cinchona, Patricia Domínguez, VEGAP, Madrid, 2021.

Jaime Roriz Advogados Artes & contextos

 

“As nossas companheiras, as plantas abandonaram a água e colonizaram a Terra há 450 milhões de anos. O Homo sapiens surgiu há 300.000 anos, e hoje os humanos constituem apenas 0,01% da biomassa do planeta. Embora nós, os humanos sejamos também criaturas da terra (“humanos”, do latim humus: terra), rompemos os laços com a terra e a natureza; regulamentámos o seu uso como recurso, negando os laços vitais, mas frágeis, que ligam todas as formas de vida, humanas e não-humanas.

Para a exposição Un encuentro vegetal,  “os três artistas encarregaram-se da tarefa de repensar a nossa relação com as plantas e destacar a importância da sua ação na natureza”, diz o curador da exposição Rodríguez Muñoz.

Nós vivemos num planeta de plantas.

Assim, esta exposição e este ciclo de atividades reconsideram as plantas para além da sua utilização para consumo humano e mostra a sua complexidade e sensibilidade. Ao mesmo tempo, propõe uma reflexão meditativa sobre o mundo vegetal e o que podemos aprender com ele. A exposição é concebida como um diálogo entre as práticas de três artistas cujo trabalho rompe lentamente o omnipresente muro artificial entre o ser humano e a natureza que está a devastar os nossos ecossistemas, as nossas vidas e a nossa saúde.

 

Os Projetos expositivos

A proposta da Patricia Domínguez é composta por cinco totens futuristas que albergam reproduções das coleções etnobotânicas da Wellcome Collection em Londres e do Museo de América em Madrid, e peças do Real Jardín Botánico e da Real Academia de La Historia em Madrid, da América do Sul e da Europa, dando voz às narrativas de violência e cura encarnadas no material em exposição.

 

Um encontro vegetal

Matrix Vegetal, Yagé, Patricia Domínguez, VEGAP, Madrid, 2021

 

Ingela Ihrman mostra A great seaweed day, uma instalação silenciosa de algas corporais que alude a um período de convalescença da própria artista junto ao mar, e as ligações entre a flora do seu intestino e a dos oceanos.

Os desenhos expansivos e contemplativos de Eduardo Navarro fazem uso de invólucros biodegradáveis contendo sementes de árvores; no final da exposição serão devolvidos à natureza e, em contacto com a terra, as sementes serão activadas, restabelecendo a ligação com o húmus holístico.

 

Um encontro vegetal - diálogo vivo com a natureza Artes & contextos 01 La Casa Encendida Un encuentro vegetal A Great Seaweed Day Gut Weed Ulva Intestinalis Ingela Ihrman 2019 jpg

A Great Seaweed Day: Gut Weed (Ulva Intestinalis), Ingela Ihrman, 2019.

 

Escritas em colaboração com o filósofo Michael Marder, Instruções performativas da Navarro para esta exposição – em que nos encorajam a aproximarmo-nos dela como uma planta o faria –- convidam-nos a embarcar num caminho de iluminação vegetal.

 

Um encontro vegetal - diálogo vivo com a natureza Artes & contextos 10 La Casa Encendida Un encuentro vegetal Eduardo Navarro Photosynthetics 2021 photography by Sofia Jallinsky 3

Photosynthetics, Eduardo Navarro, 2021 © Sofia Jallinsky

 

A exposição na La Casa Encendida, juntamente com a colaboração de outros profissionais e coleções, continua com a exposição “Rooted Beings” a ter lugar na Wellcome Collection em 2022. O trabalho de Patrícia Domínguez e Eduardo Navarro é desenvolvido em colaboração com a Fundação Delfina.

A pesquisa sobre a colecção e textos para a comissão de Patricia Domínguez foi realizada por Kim Walker, Cinthya Lana e Dominic Neergheen. Os designers da exposição são Futuro Studio. Os designers da exposição são Futuro Studio

Biografias dos criadores

Patricia Domínguez (Santiago, Chile, 1984) é a diretora do Studio Vegetalista. Realizou recentemente exposições individuais na Gasworks (Londres), Twin Gallery (Madrid), Sala CCU (Santiago do Chile) e SOLO PROJECTS, Focus Latinoamérica na ARCO Madrid. Participou também nas exposições: Bienal Momenta de l’Imagen (Montreal, Canadá), The Trouble is Staying, Meet Factory (Praga), WHOSE VESTIGES SUBSISTS, The Clemente (Nova Iorque) ou EL FUTURO NO ES LO QUE VA A PASAR SINO LO QUE VAMOS A HACER (ARCO, Madrid) entre outras.

 

Um encontro vegetal - diálogo vivo com a natureza Artes & contextos 06 La Casa Encendida Un encuentro vegetal Matrix Vegetal busqueda de vision original

Matrix Vegetal, Búsqueda de visión, Patricia Domínguez, VEGAP, Madrid, 2021.

 

Ingela Ihrman (Kalmar, Suécia, 1985) vive e trabalha em Malmö (Suécia). O seu trabalho é provocado pelas fortes emoções do quotidiano e pelo desejo de compreender, questionar ou expressar certos aspetos do ser vivo, social e humano. Recentemente tem realizado exposições individuais: Kalmar Konstmuseum (Kalmar, Suécia), Kristianstads konsthall (Kristianstad, Suécia), Cooper Gallery, University of Dundee (Escócia), Zabriskie Point (Genebra) ou der TANK, Institut Kunst, FHNW Academy of Art and Design (Basiléia). Também participou em exposições coletivas como Weather Report: Forecasting Future, Kuntsi Museum of Modern Art (Vasa); Yokohama Triennale 2020 Afterglow, Yokohama (Japão); Being Pulled All Over The Place, SCAN Projects (Londres); Weather Report: Forecasting Future, Kiasma (Helsingfors, Suécia); Sensing Nature From Within, Moderna Museet (Malmö, Suécia); ou Weather Report: Forecasting Future, Nordic Pavilion at the 58th Venice Biennale.

 

Um encontro vegetal - diálogo vivo com a natureza Artes & contextos 09 La Casa Encendida Un encuentro vegetal Eduardo Navarro Photosynthetics 2021 photography by Sofia Jallinsky 2

Photosynthetics, Eduardo Navarro, 2021 © Sofia Jallinsky.

 

Eduardo Navarro (1979, Buenos Aires) vive e trabalha regularmente em Buenos Aires. Recentemente realizou exposições individuais: Predição instantânea do tempo, Pivô (São Paulo, Brasil); Octopia, Museo Rufino Tamayo (México); We Who Spin Around You, High Line Art (Nova York). Os seus trabalhos também fizeram parte de inúmeras exposições coletivas e bienais como: 29ª e 32ª Bienal de São Paulo (Brasil); 3ª Trienal do Novo Museu, (Nova York). Outras exposições: Portadores de Sentido – Arte Contemporânea na Coleção Patricia Phelps de Cisneros, Museo Amparo (Puebla, México); Chronos Cosmos: Deep Time, Open Space, Socrates Sculpture Park (Nova Iorque); Metamorphoses – Let Everything Happenpen to You, Castello di Rivoli Museo d’Arte Contemporanea (Turim, Itália).

 

Um encontro vegetal - diálogo vivo com a natureza Artes & contextos 08 La Casa Encendida Un encuentro vegetal Eduardo Navarro Photosynthetics 2021 photography by Sofia Jallinsky

Photosynthetics, Eduardo Navarro, 2021 © Sofia Jallinsky.

Este artigo foi traduzido do original em castelhano por Redação Artes & contextos


O artigo original Un diálogo vivo com la naturaleza, foi publicado @ Descubrir el Arte
The original articleUn diálogo vivo com la naturaleza, appeared first @ Descubrir el Arte


Talvez seja do seu interesse: Coleção “Five Dresses” De Caitlyn Murphy

0

Artes & contextos