Something

As Belas Harmonias Vocais de “Something” dos Beatles, Isoladas

6 de abril, 2021 0 Por Artes & contextos

Something

 

Quantas canções Pattie Boyd − modelo, fotógrafa, musa e esposa de George Harrison e mais tarde de Eric Clapton – terá inspirado?

É difícil dizer, já que algumas das letras que supostamente lhe tgerão sido dedicadas, como “Something” de Harrison, podem ter sido escrfitas para outra pessoa e posteriormente atribuídas diplomaticamente a Boyd. Ou, no caso de “Something” − a primeira canção de Harrison a sair como lado A de um single dos Beatles, e aquela que convenceu o mundo dos seus formidáveis talentos na composição − pode ter sido sobre algo grande azul sobrenatural.

 

The Beatles - Something (Isolated Vocals)

 

De acordo com Joe Taysom da revista Far Out, Harrison ” torna-se obsessivo nos seus estudos da Consciência de Krishna quando a escreveu, mais concretamente, a sua intenção original seria tratar-se de uma devoção ao Lord Krishna“. Harrison “insistiu que a letra original era ‘something in the way HE moves,’ mas alterou-a.

O pronome masculino teria eliminado toda a especulação em volta de Boyd, mas também terá confundido os ouvintes de outras formas. Em qualquer caso, a ambiguidade inerente ao título Something, tornou-o um clássico. Frank Sinatra chamou-lhe uma vez “a mais bela canção de amor alguma vez escrita”.

 

Deconstructing Something (Isolated Tracks)

 

Harrison, como de costume, manifestou-se: “As palavras na realidade não são nada”, disse Harrison em 1969. “Há várias canções como esta na minha cabeça. Tenho de as trazer à Terra”.

A canção surgiu pela primeira vez durante as sessões de gravação do Álbum Branco de 1968.

“Houve um período durante esse álbum”, recordou, “quando estávamos todos em estúdios diferentes a fazer coisas diferentes a tentar terminá-lo, em que eu costumava tirar algum tempo para mim. Num desses momentos fui para um estúdio vazio e escrevi Something.

Não confiando na sua capacidade de persuadir a banda a gravá-la, tentou inicialmente entregar a canção ao artista da Apple Records e velho amigo de Liverpool Jackie Lomax. Harrison sentia que a canção lhe surgiu com muita facilidade e isso levava-o a pensar que poderia não ser suficientemente boa. E já tinha retirado a linha de abertura diretamente de James Taylor.

No enjtanto, Lomax escolheu outra canção de Harrison para o seu primeiro single, e o Beatle continuou a trabalhar em Something, gravando uma demo da canção concluída em Fevereiro de 1969. Mas continuava a não considerá-la digna dos Beatles e deu-a a Joe Cocker, que lançou a sua versão nesse ano, com Harrison na guitarra.

(Harrison disse mais tarde ter escrito a canção com Ray Charles em mente.) Quaisquer que tenham sido as suas reservas, finalmente gravou Something com os seus companheiros de banda, com resultados bem conhecidos de todos nós. Mas provavelmente nunca ouviu a canção, tal como a pode ouvir aqui, com harmonias vocais isoladas “não se consegue colocar uma mortalha entre elas”, escreve Julian Dutton no Twitter.

“Totalmente em simpatico; uma sinergia que começou, suponho, muitos anos atrás, no autocarro da escola”.

 

Beatles "Something" RARE rehearsal 1969 GEORGE HARRISON DEMO (John Lennon indifferent)

 

No topo da página, ouça as vozes multi-faixa que fizeram do Something uma gravação tão impressionante’  (incluindo um divertido “grunhido” acompanhando o solo de guitarra por volta do minuto 1:50).

Mais abaixo, ouça a canção inteira desconstruída por pistas.

E, aqui acima, ouça a banda descobrir as harmonias numa demo da canção em estúdio.

Foi, reconheceu John Lennon após o lançamento de Abbey Road, “na verdade, a melhor faixa do álbum”. Paul McCartney disse sobre o clássico de Harrison que “é o melhor que ele escreveu”. E Bob Dylan observou mais tarde que “se George tivesse tido a sua próprio banda e tivesse escrito as suas próprias canções na altura, teria provavelmente sido tão grande como qualquer outra”, uma tese que Harrison acabou por provar no ano seguinte, com a sua surpreendentemente espantosa All Things Must Pass.

As Belas Harmonias Vocais de "Something" dos Beatles, Isoladas Artes & contextos

Este artigo foi traduzido do original em inglês por Redação Artes & contextos


O artigo original foi publicado @ Open Culture
The original article appeared first @ Open Culture

 


Talvez seja do seu interesse: Geoff Emerick, Engenheiro De Som Dos Beatles, Dá Uma Aula De Música Pop

 

Artes & contextos
[starbox]
  • 7
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Open Call Artes & contextos