Os Sons Místicos dos Gongos Gigantes

Os Sons Místicos dos Gongos Gigantes
0 (0)

16 de janeiro, 2020 12 Por Artes & contextos
  • 2Minutos de leitura
  • 456Palavras
Também o tempo torna tudo relativo

Este artigo foi inicialmente publicado há mais de 2 anos - o que é muito em "Tempo Internet". Pode estar desatualizado e pode ter incongruências estéticas.

Os Gongos Gigantes

Quando era miúdo pensava que os gongos só serviam para duas coisas, para fazer um boooommmm enorme para qualquer coisa importante, como o anúncio de um banquete real ou o início de um grande combate entre duas lendas do kung-fu. Como havia eu de imaginar que havia gongos com 2 metros de diâmetro que custam 25.000 euros? Obrigado meu Deus, pelo YouTube.

 

video
play-rounded-fill

O vídeo acima apresenta Sven aka Gong Master Sven aka Paiste Gong Master Sven (realmente não está muito claro na descrição) a tocar muito delicadamente este gongo sinfónico monstruoso, intimidando-o ameaçador, e entoando choros e gemidos saídos de um filme de terror.

Os Sons Místicos dos Gongos Gigantes

Gong Master Sven a tocar um Paiste com um maço minúsculo

Um simples toque suave pode fazer com que o metal vibre e se alimente a si mesmo. O uso de um maço menor produz sons semelhantes aos de uma baleia. É fascinante que algo tão grande possa fazer uma variedade tão impressionante de tons, e reagir a tal delicadeza. (Já agora, ouça com auscultadores ou um bom sistema de som).

video
play-rounded-fill

Se lhe despertou a curiosidade, aqui está mais trabalho com o músico Bear Love, que consegue fazer o som do seu gongo parecer de  ficção científica, e incrivelmente assustador. Se me disserem que há por aí por aí um filme de terror com a banda sonora de apenas um gongo, eu acredito.

video
play-rounded-fill

Michael Bettine toca o mesmo gongo Paiste de uma forma mais familiar, com um grande maço. É impressionante, e ele na verdade nem lhe bate com muita força. “Você sente os seus órgãos internos a serem massajados pelas vibrações”, diz ele.

video
play-rounded-fill

Finalmente, Tom Soltron Czartoryski, reduz a sua dimensão a um “gongo da terra” de 1,5 metro com uma série de reentrâncias, e cria um trabalho ambiente de quase 10 minutos, e que é por si só, uma dose extraordinária de música espacial. Groovy e às vezes stressante, fascinante e abrangente. Aproveite!

Considera, por favor fazer um donativo ao nosso site.
Ajuda-nos a não depender da publicidade para continuarmos a partilhar Arte mantendo o Artes & contextos livre.
Podes também ajudar-nos ao subscreveres a nossa Newsletter e acompanhando-nos no Facebook, no Twitter e no Instagram

 

 

O artigo original Hear the Trippy Mystical Sounds of Giant Gongs foi publicado @ Open Culture
The original article Hear the Trippy Mystical Sounds of Giant Gongs appeared first @ Open Culture

Este artigo foi traduzido do original em inglês por Redação Artes & contextos

Talvez lhe interesse também: Projeto de Percussão TEM.PÔ

Como classificas este artigo?

Assinados por Artes & contextos, são artigos originais de outras publicações e autores, devidamente identificadas e (se existente) link para o artigo original.

Jaime Roriz Advogados Artes & contextos