A Morte de Sócrates, por Jacques Louis David (1787

14 Pinturas sob o Tema A Morte na Arte

12 de novembro, 2019 0 Por Artes & contextos
Modo Noturno

Este artigo aborda 14 pinturas famosas em torno do tema da morte na arte. Leonardo Da Vinci disse uma vez que a arte nunca morre, é apenas abandonada. É verdade que a arte nunca morre, ela aprimora-se constantemente.

A Deposição de Cristo, por Caravaggio

A Descida da Cruz, por Caravaggio (1603-1604) - A Morte na Arte

A Deposição de Cristo, por Caravaggio (1603-1604)

A Deposição de Cristo , foi produzida por Caravaggio entre 1603 e 1604. O tema da morte na arte não é uma ocorrência rara, mas esta pintura, considerada uma das obras mais admiradas de Caravaggio, é um ótimo exemplo de como aspectos profundos da vida são importantes para descrever os principais momentos da história. Aqui, o corpo de Cristo morto é carregado por dois homens. Não é um enterro, pois o corpo de Cristo está a ser colocado sobre uma laje de pedra, mas um momento de luto, já que muitos acreditavam que Deus veio à Terra para reconciliar os Homens com os Céus.

O Juramento dos Horácios, por Jacques Louis David

O Juramento dos Horácios, por Jacques Louis David (1784) - A Morte na Arte

O Juramento dos Horácios, por Jacques Louis David (1784)

O Juramento dos Horácios é uma pintura de Jacques Louis David de 1784. Esta obra é mais conhecida pelo seu  estilo neoclássico. Durante uma disputa entre as cidades romanas e Alba Longa, há muito em guerra, as chefias concordaram em enviar os três melhores guerreiros das suas cidades. Esta pintura mostra três irmãos de uma família romana saudando o pai que segura as suas espadas.

A morte de Leonardo da Vinci, por Jean Auguste Dominique Ingres

A morte de Leonardo da Vinci, por Jean Auguste Dominique Ingres (1818) - A Morte na Arte

A morte de Leonardo da Vinci, por Jean Auguste Dominique Ingres (1818)

A morte de Leonardo da Vinci, é uma pintura produzida por Jean Auguste Dominique Ingres em 1818. Esta pintura representa uma das maiores mentes da Humanidade, nos seus últimos momentos. O rei de França, Francisco I, segura a cabeça de Leonardo e ouve as suas últimas palavras.

A Morte de Sócrates, por Jacques Louis David

A Morte de Sócrates, (já abordada aqui) de 1787 por Jacques Louis David. Esta obra que se centra nos clássicos, mostra Sócrates, que fora condenado à morte por introduzir deuses estranhos e corromper a juventude de Atenas.

Andrómaca Velando Heitor, por Jacques Louis David

Andrómaca Velando Heitor, por Jacques Louis David (1783) - A Morte na Arte

Andrómaca Velando Heitor, por Jacques Louis David (1783)

Andrómaca Velando Heitor, por Jacques Louis David em 1783, mostra  uma das cenas mais representadas desde a antiguidade. Heitor morto por Aquiles, é velado por Andrómaca a sua esposa, aqui, consolada pelo filho.

O Assassino Ameaçado, por René Magritte

O Assassino Ameaçado, por Rene Magritte (1927)

O Assassino Ameaçado, por Rene Magritte (1927)

O Assassino Ameaçado, uma pintura produzida por Rene Magritte em 1927. É considerada uma das obras mais importantes e teatrais do artista surrealista belga. Na cena vemos uma mulher morta com a cara ensanguentada e deitada num sofá, enquanto os assassinos se preparam para sair da sala.

Aeroplano Assassino, por Max Ernst

O Aeroplano Assassino, por Max Ernst (1920)

Aeroplano Assassino, por Max Ernst (1920)

Aeroplano Assassino é uma pintura produzida por Max Ernst em 1920. Max Ernst inspirou-se nos eventos da Primeira Guerra Mundial, na qual ele serviu. A obra mostra um avião monstruoso e irrealista com mãos humanas, a sobrevoar um campo.

Cristo de São João da Cruz, por Salvador Dali

Cristo de São João da Cruz, por Salvador Dali (1951)

Cristo de São João da Cruz, por Salvador Dali (1951)

Para pintar este Cristo de São João da Cruz (1951),  Salvador Dali inspirou-se num sonho que teve em 1950, no qual viu a imagem exata de Cristo com as cores que utilizou. O governo espanhol recebeu uma oferta de 127 milhões de dólares por esta obra, mas recusou.

O Cisne Moribundo, por Vladimir Tretchikoff

O Cisne Moribundo, por Vladimir Tretchikoff (1949)

O Cisne Moribundo, por Vladimir Tretchikoff (1949)

O Cisne Moribundo é uma pintura produzida por Vladimir Tretchikoff em 1949. Esta pintura também é conhecida pelo nome Alicia Markova The Dying Swan. Alicia Markova era uma bailarina que fez o famoso papel de Cisne Moribundo no Lago dos Cisnes. O artista russo adorou sua performance e decidiu pintá-la.

O mundo surreal de Salvador Dali

A Deposição de Cristo, por Michelangelo

A Deposiçaõde Cristo, por Michelangelo (1500-1501)

A Deposição de Cristo, por Michelangelo (1500-1501)

A Deposição de Cristo é uma pintura inacabada de Michelangelo produzida entre 1500 e 1501 que representaria a colocação do corpo de Cristo na campa do jardim.

A Impossibilidade Física da Morte na Mente de Alguém Vivo, por Damien Steven Hirst

A Impossibilidade Física da Morte na Mente de alguém Vivo, por Damien Hirst (1991)

A Impossibilidade Física da Morte na Mente de Alguém Vivo, por Damien Hirst (1991)

A Impossibilidade Física da Morte na Mente de Alguém Vivo é uma obra de arte – provavelmente uma das melhores instalações contemporâneas em torno do tema da morte na arte – produzida por Damien Steven Hirst em 1991. É reconhecida como um verdadeiro exemplo de arte contemporânea e conceptual. Um tubarão  morto, é mantido num tanque cheio de formaldeído.

Os Lictores Trazem a Brutus os Corpos dos seus Filhos, por Jacques Louis David

Os Lictores Trazem a Brutus os Corpos de seus Filhos, por Jacques Louis David (1789)

Os Lictores Trazem a Brutus os Corpos dos seus Filhos, por Jacques Louis David (1789)

Os Lictores Trazem a Brutus os Corpos dos seus Filhos é uma pintura produzida por Jacques Louis David em 1789. Muitos historiadores acreditavam que o título original dessa pintura era Brutus voltando para casa depois de ter condenado os seus filhos por planearem uma restauração tarquiniana e conspirarem contra a liberdade romana , os Lictors queimaram os seus corpos para serem enterrados. Os Lictores continua a ser um dos maiores exemplos de morte na arte.

Leonidas na Batalha das Termópilas, por Jacques Louis David

Leonidas na Batalha das Termópilas, por Jacques-Louis-David (1814)

Leonidas na Batalha das Termópilas, por Jacques-Louis-David (1814)

Leonidas na Batalha das Termópilas é uma pintura produzida por Jacques Louis David em 1814. O pintor francês dedicou cerca de quinze anos a esta obra. O rei espartano Leonidas preparando-se para o combate na batalha das Termópilas.

De onde Viemos? o que Fazemos? onde Vamos? por Paul Gauguin

De onde Viemos , o que Fazemos, onde Vamos, por Paul Gauguin (1897-1898)

De onde Viemos , o que Fazemos, onde Vamos, por Paul Gauguin (1897-1898)

De onde Viemos? O que Fazemos? Onde Vamos? é uma pintura produzida por  Paul Gauguin (também aqui) entre 1897 e 1898. Há um título original inscrito no canto superior esquerdo desta pintura em francês como D’où Venons Nous / Que Sommes Nous / Où Allons Nous. Esta pintura deve ser lida da direita para a esquerda, de acordo com o pintor francês, em vez de da esquerda para a direita.


Traduzido do original em inglês por: Redação Artes & contextos

 


O artigo original: 14 Paintings Around the Theme of Death in Art, foi publicado @The Artist
The original Article: 14 Paintings Around the Theme of Death in Art, appeared first @The Artist


 

Artes & contextos
Últimos artigos de Artes & contextos (exibir todos)
Open Call Artes & contextos