Bolsa de Instrumentos Pé de Xumbo

Bolsa de Instrumentos Pé de Xumbo

16 de setembro, 2016 0 Por Rui Manuel Sousa
Modo Noturno

Criar uma bolsa de instrumentos tradicionais para fazê-los chegar ao dia-a-dia de qualquer um de nós é aquilo a que se propõe a associação “Pé de Xumbo” há vários anos a esta parte. Quem promove a dança organizando um dos maiores festivais de dança da península ibérica, o Andanças, tem de promover também a relação músico/instrumento, que ao longo dos tempos sempre caminhou lado a lado com ela. Já há muito que assistimos ao facto de estes mesmos instrumentos estarem a ganhar espaço na música contemporânea e de existirem vários artistas/bandas que os utilizam exclusivamente. São instrumentos ancestrais com muitas histórias para contar, com reportórios muito próprios mas também com muita potencialidade para se poderem reinventar. Podemos vê-los cada vez mais em festivais de música cujo foco é a música instrumental de cariz tradicional ou mesmo de fusão, misturados com outros instrumentos mais modernos. Podemos também vê-los nos nossos grupos de folclore ou a serem tocados pelos músicos que suportam os inúmeros bailes tradicionais que hoje acontecem um pouco por todo o lado.

São vários os instrumentos disponíveis, todos representativos do universo da música tradicional portuguesa, e que eram usados nos serões, em festas e bailes, em romarias e até em eventos religiosos:

– 2 Concertinas
– 2 Acordeões
– 1 Gaita-de-fole Galega
– 2 Flautas de Tamborileiro
– 1 Viola Campaniça
– 1 Viola Braguesa
– 1 Rabeca
– 1 Bandolim
– 1 Cavaquinho

Os participantes seleccionados recebem de forma gratuita um instrumento de música tradicional para levarem para casa, descobrirem e experimentarem as suas potencialidades durante 10 meses
(de outubro de 2016 a julho de 2017).

Faltam já poucos dias para submeter as candidaturas, estarão abertas até ao final de setembro.


 

Para aceder ao Formulário de Candidatura clique sobre a imagem abaixo:

Bolsa de Instrumentos Pé de Xumbo

 

 

Rui Manuel Sousa
Segue-me
Últimos artigos de Rui Manuel Sousa (exibir todos)
Open Call Artes & contextos