Ethno 2016

Ethno Portugal 2016
0 (0)

23 de julho, 2016 0 Por Rui Manuel Sousa
  • 2Minutos de leitura
  • 306Palavras


Ajuda-nos a manter o Artes & contextos gratuito, livre e sem publicidade  
Também o tempo torna tudo relativo

Este artigo foi inicialmente publicado há mais de 6 anos - o que é muito em "Tempo Internet". Pode estar desatualizado e pode ter incongruências estéticas.

3ª edição do Ethno Portugal

Mais uma vez organizado pela Associação PédeXumbo, a 3ª edição do Ethno Portugal arrancou ontem 22 de julho. Algumas dezenas de jovens (músicos e bailarinos) de várias nacionalidades, vão partilhar o património cultural musical dos seus povos e as suas danças.
Este ano serão 20 países, 4 continentes representados, no habitual formato de 10 dias de residência com o objetivo da partilha de conhecimentos, de reportórios e técnicas, e a construção conjunta de uma orquestra e de um espetáculo que fará a sua estreia no dia 28 de julho Castelo de Vide e de mais alguns concertos nas redondezas.

Ethnos 2016

Um concerto da Ethno Orquestra, aviso, tem uma carga extra de emoção. Para quem já assistiu a um, como é meu caso, posso dizer que há uma magia especial na forma como estes jovens se apresentam e nos devolvem o que foi partilhado nos 10 dias que passaram juntos na preparação do espetáculo, são rostos de contentamento, corpos no balanço, músicos com uma alegria que contagiam até o público mais reservado.

Como acima referimos, o Ethno Portugal 2016 (a decorrer desde ontem) conta com a participação de representantes das músicas e danças tradicionais de mais de 20 nações e de 4 continentes. A Europa faz-se representar por Portugal, Espanha, Alemanha, Grécia, Bélgica, Ucrânia, Suíça, Holanda, Dinamarca, Reino Unido, Noruega, Irlanda, França, Itália, Chipre e Eslovénia; de África vêm ritmos do Uganda; da Ásia as melodias do Irão e, finalmente, das Américas marcarão presença sonoridades e movimentos dos Estados Unidos, Costa Rica e Perú.

 

 

Parafraseando um amigo meu, “altamente recomendado!”

 

 

Como classificas este artigo?
Diretor Adjunto em Artes & contextos

Musico, entusiasta de cordofones que gosta de falar de música, da sua alquimia e do seu indelével sentido cultural.

Jaime Roriz Advogados Artes & contextos